Vacina Tetraviral (Sarampo, +3) (Por Dose)

Previne infecções causadas pelo vírus do sarampo, caxumba, rubéola e varicela.
Vacina que protege contra 4 doenças causadas por vírus -sarampo, caxumba, rubéola e varicela- através de uma única injeção. Esta vacina está recomendada para crianças e adolescentes menores de 12 anos em substituição às vacinas tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, e a vacina varicela, quando a aplicação de ambas estiver programada para o mesmo dia.

R$ 300,00

Parcelamento em até 3 vezes
sem juros no cartão.

Saiba Também

É indicada para a imunização ativa de crianças com idade de 12 meses a 12 anos de idade, contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela.
A utilização em crianças com menos de 12 meses pode ser considerada em casos de surtos na qual a vacina pode ser administrada a partir de 9 meses de idade.

É contraindicada para pacientes com hipersensibilidade conhecida a neomicina ou qualquer outro componente da sua formulação. O histórico de dermatite de contato com a neomicina não é contraindicação.
A vacinação em pacientes com doença febril aguda grave deve ser adiada.
Para menores de 2 anos não administrar no mesmo dia que a vacina de Febre Amarela, nesses casos, respeitar intervalo mínimo de 30 dias.

As reações adversas mais comuns associadas ao uso da vacina tetraviral são: dor, vermelhidão e edema no local da aplicação, febre e irritabilidade.

Previne infecções causadas pelo vírus do sarampo, caxumba, rubéola e varicela.
A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) recomendam duas doses da vacina, com intervalo de três meses: aos 12 meses e entre 15 e 24 meses de idade. 
Se não for possível usar a quádrupla, é possível substituí-la pela tríplice viral (SCR) e a vacina varicela.

Trata-se de vacina atenuada, contendo vírus vivos “enfraquecidos” do sarampo, da rubéola, da caxumba e da varicela (catapora).
Lactose anidra, sorbitol, manitol, aminoácidos, traços de neomicina e água para injeção.
Contém traços de proteína do ovo de galinha usado no processo de fabricação da vacina.
Hepatite A pediátrica

Olá! Nosso site utiliza cookies para que possamos otimizar o atendimento que prestamos a você. Ao utilizar nosso site, você concorda com uso deles. Para saber mais, leia nossa política de privacidade.