Vacina HPV Quadrivalente

R$331,50

em até 6 vezes

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) recomendam a vacinação de meninas e mulheres de 9 a 45 anos de idade e meninos e jovens de 9 a 26 anos. Homens e mulheres em idades fora da faixa de licenciamento também podem ser beneficiados com a vacinação, de acordo com critério médico, nesses caso, será necessário apresentar pedido médico.

Para meninas e meninos de 9 a 14 anos, 11 meses e 29 dias são indicadas duas doses, com intervalo de seis meses entre elas (0 - 6 meses).

A partir dos 15 anos, são três doses: a segunda, um a dois meses após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose (0 - 1 a 2 - 6 meses).

Todas as três doses devem ser administradas dentro do período de 1 ano.

Independentemente da idade, meninas e mulheres imunodeprimidas por doença ou tratamento devem receber três doses: a segunda, um a dois meses após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose (0 - 1 a 2 - 6 meses).
Gestantes e pessoas que apresentaram reações graves (anafilaxia) após receber uma dose da vacina ou a algum de seus componentes.
Como reações comuns, observou-se: vermelhidão/arroxeamento, dor, inchaço e até coceira no local da aplicação nos primeiros dias após a administração da vacina. Pode ocorrer febre nos primeiros 15 dias.
Infecções persistentes e lesões pré-cancerosas causadas pelos tipos de HPV 6,11,16,18. Também previne o câncer de colo do útero, da vulva, da vagina, do ânus e verrugas genitais (condiloma).
É composta pelas proteínas L1 dos papilomavírus humano (HPV) tipos 6,11,16,18.
Sulfato de hidroxifosfato de alumínio, cloreto de sódio, L-histidina, polissorbato 80, borato de sódio e água para injeção.