Vacina dTpaR (tríplice Bacteriana adulto acelular)

R$238,00

em até 4 vezes

Para reforço das vacinas DTPa ou DTPw em crianças a partir de 4 anos de idade, adolescentes e adultos.
Gestantes a partir da 20ª semana de gestação, o mais precocemente possível. (A dTpa está recomendada em todas as gestações independente do intervalo entre elas, pois além de proteger a gestante e evitar que ela transmita a Bordetella Pertussis ao recém-nascido, permite a transferência de anticorpos ao feto protegendo-o nos primeiros meses de vida até que possa ser imunizado).
Todas as pessoas que convivem com crianças menores de 2 anos, sobretudo bebês com menos de 1 ano, incluindo familiares, babás, cuidadores e profissionais da Saúde.
Pode ser usada para a dose de reforço prevista para os 4-5 anos de idade. Recomendada para o reforço na adolescência.
Recomendada para os reforços em adultos e idosos.
Para crianças com mais de 7 anos, adolescentes e adultos que não tomaram ou sem registro de três doses de vacina contendo o toxoide tetânico anteriormente, recomenda-se uma dose de dTpa seguida de duas ou três doses da dT. As gestantes devem receber uma dose de dTpa, a cada gestação, ​a partir da 20ª semana de gestação. ​Se não vacinadas durante a gravidez, devem receber uma dose após o parto​, o mais precocemente possível (de preferência na maternidade).
Pessoas que apresentaram anafilaxia ou sintomas neurológicos causados por algum componente da vacina ou após a administração de dose anterior.
Como efeitos muitos comuns em crianças, pode-se observar sonolência; reações no local da aplicação como dor, vermelhidão e edema; perda de apetite, irritabilidade, dor de cabeça e febre.
Em adolescentes e adultos pode-se observar dor de cabeça, cansaço e reações no local da aplicação.
Confere proteção contra difteria, tétano e coqueluche
Pode ser usada para a dose de reforço prevista para os 4-5 anos de idade. Recomendada para o reforço na adolescência.
Recomendada para os reforços em adultos e idosos.
Para crianças com mais de 7 anos, adolescentes e adultos que não tomaram ou sem registro de três doses de vacina contendo o toxoide tetânico anteriormente, recomenda-se uma dose de dTpa seguida de duas ou três doses da dT. As gestantes devem receber uma dose de dTpa, a cada gestação, a partir da 20ª semana de gestação. Se não vacinadas durante a gravidez, devem receber uma dose após o parto, o mais precocemente possível (de preferência na maternidade).
Trata-se de uma vacina inativada e acelular, portanto, não causa a doença, além de eventos adversos reduzidos ou nulos.
Contém os toxoides diftérico e tetânico (derivados das toxinas produzidas pelas bactérias causadoras das doenças), e componentes da cápsula da bactéria da coqueluche (Bordetella pertussis), sal de alumínio como adjuvante, fenoxietanol, cloreto de sódio e água para injeção.